Durante o Transparência HackDay, o Diego Rabatone, que participa da comunidade PoliGNU, começou a desenvolver um sistema de e-volting para as eleições da reitoria da USP – que acontecem amanhã, 20/10.

A votação que acontece pela internet, no http://www.democraciausp.com, não é oficial. Mas ajuda a enriquecer o debate, e porque serve como mais um espelho da vontade da comunidade acadêmica, ajuda a trazer transparência pro processo. E, além disso, o Democracia USP mostra que é possível usar a internet e as tecnologias livres para garantir legitimidade e abertura em processos eleitorais – a autenticação dos votantes é feita por um sistema construído durante o #thackday, e garante que cada aluno, professor ou funcionário da universidade se identifique e vote apenas uma vez.

Seguem mais informações sobre o site, enviadas pelo Diego para a lista do #thackday:

O por quê do site?
Por que existem diversos espaços debate, discussão e disputa, sendo a Internet um deles. Ela é muito mais real que virtual quando se trata de debate de ideias e ideologias, e, apesar de não traduzir o tom da voz, a expresividade dos rostos, os cheiros, as conversas de boteco, congrega as pessoas com disponibilidades diferentes, de localidades geográficas diversas a expressar suas opiniões, formar pensamentos e produzir conhecimento.

Há imparcialidade?
Tentou-se ser imparcial no sentido de conferir igual espaço aos(às) diversos(as) candidatos(as) na página. A sequência de candidatos(as) está em ordem alfabética, sendo que o nome de cada qual é um link que conduz à página do(a) próprio(a) candidato(a), seguido por uma série de links de matérias/notícias que foram escolhidas de meios de comunicação de grande circulação e/ou as mais genéricas (que dão espaço a todos candidatos) e não ligadas a entidades representativas (nem de funcionários, nem de docentes, nem de estudantes).
A única e inegável parcialidade assumida é a visão de que o atual processo eleitoral da USP é anti-democrático e não satifaz os anseios nem da comunidade USP, nem da sociedade – por isso a razão de existência da página.

Limitações:
O tempo que possibilitará a consulta é curto: será aberta votação à 14h do dia 19/10 e encerrrada às 14h do dia 20/10, permanecendo 24h no ar para recebimento dos votos.
Não há espaço para debate na página – o que ocorreu por pura falta de mãos para implementar essa ferramenta a tempo. No entanto, por conta da data em que se coloca a votação em vigor, passados todos os debates, sabatinas e apresentações dos(as) candidatos(as) entende-se que a perda seja minimizada.

Quem o fez?
Membros do PoliGNU – Grupo de Estudos de Software Livre da Poli.

Como votar?
Há instruções na própria página.

Quem pode votar?
Qualquer pessoa que tenha vínculo com a USP, entenda-se por isso, que tenha registro em alguns dos Sistemas USP.

O meu voto tem o mesmo peso do que o voto de um professor? De um estudante? Ou de um funcionário?
Sim.. e por que que não?!

1 comentário


Quer comentar?

Comments RSS and TrackBack Identifier URI ?

Mobi, valeu pela referência e pela divulgação! =)
E também pela ajuda e incentivo de vocês que estiveram no #thackday.

20/10/2009 21:20

Comente!
















Trackbacks